Que dieta e exercício recomendados para a depressão existem?

A pesquisa provou que uma dieta saudável junto com exercícios regulares não é apenas melhor para nossa saúde física geral, mas pode ter uma influência confiante sobre o humor também. Quando uma pessoa se exercita ou se prepara para o exercício físico, substâncias químicas naturais chamadas endorfinas são liberadas da mente.

Aliviador da dor

Essas endorfinas serão o analgésico natural do corpo e agem quase da mesma forma que os medicamentos para aliviar a dor, como por exemplo a morfina e a codeína. Estas endorfinas também doam a uma sensação de confiança no corpo físico semelhante à euforia. Devido ao fato comprovado conhecido de que estas endorfinas são liberadas com exercício prolongado, esta sensação positiva é freqüentemente chamada de "corredores".

Muitos estudos mostram que as pessoas que se alimentam de alimentos saudáveis, evitam alimentos e se exercitam regularmente, experimentam menores indicações externas de depressão. Estudos têm indicado que o exercício físico regular é eficaz para as indicações externas leves a moderadas de depressão por muitas razões oferecendo um aumento de energia, melhora a autoconfiança, alivia o estresse e a frustração, e pode permitir que você durma melhor, que é um problema familiarizado com os sintomas externos da depressão com freqüência. Para superar esta fadiga, comece estabelecendo pequenos objetivos por conta própria, como fazer uma pequena caminhada várias vezes ao dia e aumentar lentamente a distância de horas extras.

Exercício

Conseguir que um amigo socialize com ele quando você caminha não é bom apenas para o exercício físico, mas também para o apoio emocional. Entre as principais indicações externas de depressão pode estar a falta de interesse ou a incapacidade de tirar prazer das coisas da vida, o que também causa muito pouca motivação, portanto, é muito importante tentar encontrar algo que você normalmente desfrutará antes de suas indicações externas de depressão.

Por exemplo, se você costumava tirar prazer de uma atividade no pátio, saia e passe tempo na luz do sol e oxigênio, pois mesmo estes pequenos esforços podem ter uma influência positiva no humor. A depressão pode ser ajudada com qualquer tipo de exercício moderado incluindo caminhada, dança, natação, golfe, tênis, ioga, jardinagem e também com tarefas domésticas como, por exemplo, esfregar ou aspirar. Embora não haja absolutamente nenhuma dieta específica para a depressão, este é um fato comprovado conhecido que certos alimentos podem ter um impacto sobre o humor.

Fazer mudanças

As mudanças na dieta fazem a diferença no seu bem-estar físico e emocional, pois impactam os produtos químicos na mente. É importante para um plano de dieta saudável conter nutrientes oferecendo carboidratos, proteínas, vitaminas, minerais e o mínimo de gordura. Zero desses nutrientes pode ter uma influência adversa sobre o corpo físico e também causar doenças graves. Além disso, pesquisas demonstraram que os radicais livres que são moléculas prejudiciais têm um efeito ruim sobre a mente. Os antioxidantes que têm sido capazes de reduzir esses radicais livres incluem beta-caroteno, vitamina E e C.

Nota final

Estes podem antioxidantes estão disponíveis em muito mais vegetais e frutas frescas, incluindo brócolis, cenouras, batatas, pimentas, melão, toranja, kiwi e laranjas. Os alimentos que são abundantes em proteínas estão localizados para aumentar a quantidade de norepinefrina e dopamina na mente. Estes tipos de alimentos incluem frango, peru e atum. Embora a dieta e o exercício possam ser eficazes para aliviar os sintomas externos da depressão, é melhor consultar seu médico - particularmente se estiver em tratamento para depressão - antes de fazer qualquer mudança significativa na sua dieta diária ou na sua rotina de exercícios.

 

Este artigo foi útil?

Artigos Relacionados